Vista no interior desumidificador de Peltier
Home Comfort

Tem dúvidas?

Estamos à sua disposição para qualquer pergunta ou esclarecimento.

Consumidor final: +49 2452 962 450
E-Mail: info@trotec.com
  1. Produtos e Serviços
  2. Máquinas - HomeComfort
  3. Desumidificação
  4. Conhecimento prático Desumidificadores
  5. Resumo dos métodos de desumidificação
  6. Desumidificadores de condensação com tecnologia de Peltier

Desumidificadores de condensação com tecnologia de Peltier

Funcionamento, possibilidades e limites de aplicação de desumidificadores de Peltier

Tal como nos desumidificadores de condensação com compressor, também neste tipo de desumidificadores tem que ser criada uma superfície fria no seu interior, cuja temperatura esteja abaixo do ponto de orvalho do ar e a água possa nela condensar.

No entanto, os desumidificadores Peltier não usam uma bomba de calor para desumidificar o ar ambiente, mas um elemento Peltier incorporado – por vezes apelidado de TEC (thermo-electric cooler).

Estes compactos conversores termoelétricos baseiam-se no epónimo efeito de Peltier, que torna um lado do elemento muito quente e o outro muito frio, quando aplicada uma corrente elétrica entre as duas metades do elemento – com uma diferença de temperatura até 70 °C entre o lado frio e o lado quente.

Os elementos Peltier são ultracompactos e utilizados, por exemplo, em mini-frigoríficos, refrigeradores portáteis de campismo ou para refrigerar elementos em computadores.

Nos desumidificadores de condensação Peltier, um ventilador instalado na unidade aspira o ar ambiente, conduzindo-o pelo lado frio do elemento, onde arrefece abaixo do seu ponto de orvalho, condensando água na sua superfície que escorre para um recipiente de recolha.

Por fim, o ar seco é conduzido sobre o lado quente do elemento, onde absorve o seu calor, regressando como ar quente e seco novamente ao recinto.

Tamanho compacto – raio de acção pequeno

Por motivos processuais, os desumidificadores de condensação com tecnologia de Peltier não necessitam de um dispositivo de descongelação e consomem pouca energia. São, além disso, extremamente compactos e, na ausência de ruídos do compressor, igualmente, muito ­silenciosos.

No entanto, estes desumidificadores dispôe apenas de um raio de ação relativamente ­pequeno e de uma eficiência relativamente baixa, atualmente apenas cerca de um terço da eficiência do compressor, de modo que a tecnologia termoelétrica não constitui uma ­alternativa real à generalizada tecnologia dos compressores de frio, quando comparada. Sobretudo porque o desempenho individual dos elementos de Peltier não pode ser aumentado ilimitadamente.

Por este motivo, devem ser tratados com cautela os valores de eficiência comparativos – como litros por kWh, que por vezes podem ser encontrados em equipamentos concorrentes. Rapidamente se comparam “alhos com bugalhos”, pois os desumidificadores de Peltier não são escaláveis e nunca poderão atingir o desempenho de desumidificadores munidos de compressores de frio. Na prática, não será alcan­çado mais do que um pequeno copo de água em 24 horas.

Desumidificadores de Peltier e desumidificadores de compressor são apenas limitadamente comparáveis, pois foram concebidos para utilizações diferentes devido aos seus princípios de funcionamento distintos.

Com vários anos de líderança de mercado em desumidificadores portáteis, acreditamos que os aparelhos Peltier apenas são apropriados para o uso em espaços confinados com dimensões muito pequenas, como roupeiros e sapateiras, despensas ou pequenas instalações ­sanitárias sem janelas.

Os aparelhos com tecnologia de Peltier não servem para a desumidificação permanente de espaços habitacionais inteiros, mesmo que alguns anúncios o possam sugerir.

Nota à margem: Para “kitar” um desumidificador de Peltier de forma a ter a mesma capacidade de um desumidificador de compressor, teríamos que, função da capacidade de desumidificação pretendida – por exemplo 10 ou 20 litros em 24 horas – instalar 40 ou 80 ­elementos Peltier em paralelo num único aparelho!

Isso, por sua vez, não só aumentaria colossalmente as dimensões do desumidificador, mas também o consumo de energia. Alternativamente, poderíamos, naturalmente, colocar 40 ou 80 aparelhos Peltier individuais, distribuídos pela sala. Seria, no mínimo, uma imagem interessante ;-)

Comparação exemplificada de tamanho de um elemento ­Peltier típico, como também é usado em pequenos ­desumidificadores.
Comparação exemplar dos tamanhos de um elemento de Peltier típico
No lado frio do elemento de Peltier estão aparafusadas aletas de refrigeração onde o ar húmido condensa e onde depois a água de condensação escorre para dentro do recipiente de recolha inferior.
Vista no interior de um desumidificador de Peltier
Princípio de funcionamento desumidificador de Peltier

Tecnologia de aparelho para desumidificadores – Conhecimento prático da Trotec

Conhecimento prático sobre desumidificadores – Sumário de todos os capítulos

Capítulo 1: Conhecimentos básicos humidade do ar – tudo é absolutamente relativo
Capítulo 2: Resumo dos métodos de desumidificação – Condensação e adsorção
Capítulo 2.1: Desumidificadores de condensação com tecnologia de compressor
Capítulo 2.2: Desumidificadores de condensação com tecnologia de Peltier
Capítulo 2.3: Desumidificadores de adsorção
Capítulo 3: Que método de desumidificação para que fim?