Qual desumidificador para qual fim? Trotec tem a solução!
Home Comfort

Tem dúvidas?

Estamos à sua disposição para qualquer pergunta ou esclarecimento.

Consumidor final: +49 2452 962 450
E-Mail: info@trotec.com
  1. Produtos e Serviços
  2. Máquinas - HomeComfort
  3. Desumidificação
  4. Conhecimento prático Desumidificadores
  5. Fatores de seleção para desumidificadores

Seleção de desumidificadores

Que processo de desumidificação para que finalidade?

Fator de seleção temperatura ambiente

Fator de seleção ­temperatura ambiente

A temperatura média do ar num recinto a manter seco é o critério mais importante para a escolha do desumidificador certo.

Desumidificação a baixa temperatura

Em caves não aquecidas, casas de fim de semana ou espaços mais frescos durante a estação de inverno, com uma temperatura ambiente média abaixo de 8 °C, recomenda-se o uso de desumidificadores de adsorção. O seu princípio de funcionamento permite manter secos, mesmo ambientes de baixa temperatura, de forma eficaz e permanente.

Mesmo com temperaturas que às vezes ­excedem os 12 °C, estes aparelhos apresentam um funcionamento satisfatório, no ­entanto, acima dos 12 °C o balanço energético destes aparelhos piora bastante de modo a tornar a sua utilização de desumidificação ineficiente.

Os polivalentes dos 5 aos 35 °C

A partir de uma temperatura ambiente média de 8 °C os desumidificadores de condensação também são, em princípio, adequados para a desumidificação do ar.

Caso durante os meses de inverno as temperaturas caiam permanentemente abaixo dos 15 °C, deverá, forçosamente, ser usado um aparelho com descongelação por gás quente.

Estes aparelhos polivalentes podem ser usados, de forma variável, numa faixa de temperaturas muito ampla, enquanto que apenas faz sentido usar os desumidificadores de condensação descongelados por recirculação de ar ambiente para a desumidificação de ar a temperaturas médias acima de 15 °C – veja também capítulo 2 – “Limites operacionais climáticos ambientais dos processos”.

Fator de seleção ­custos operacionais

Em termos de efeito custo-benefício e capacidade de desumidificação em relação ao consumo de energia, o desumidificador de condensação com compressor sai claramente vitorioso em praticamente todos os ambientes domésticos.

Os desumidificadores de condensação Peltier, por outro lado, apresentam um custo de aquisição mais económico e são, à primeira vista, mais eficientes em termos energéticos, mas também são caracterizados por uma capacidade de desumidificação significativamente menor e, em simultâneo, um consumo de energia três vezes superior por litro de condensado desumidificado.

Em comparação direta com desumidificadores munidos de compressores de frio, o consumo energético dos desumidificadores de adsorção, com capacidade de desu midificação idêntica, pode ser até 100 % mais elevado. No entanto, os custos operacionais tendem a cair para segundo plano na decisão por um desumidificador de adsorção, pois existem requisitos operacionais que apenas podem ser cumpridos usando desumidificadores de adsorção.

Fator de seleção raio de ação

Fator de seleção raio de ação

Desumidificadores com compressor de frio – excelentes para recintos de todos os tamanhos

Quanto maior o espaço a manter seco, mais vantajosa é a utilização desumidificador de frio por compressor. Apenas este grupo de aparelhos possui uma variedade de diferentes potentes combinações ventilador-condensador para utilizadores particulares.

Para desumidificar salas grandes, o desumidificador deverá admitir grandes volumes de ar húmido, o que requer um ventilador forte. E para a desumidificação eficaz desses volumes de ar, o condensador do aparelho deve, igualmente, apresentar uma capacidade respetivamente elevada.

Assim, ao selecionar um aparelho, não se guie apenas pela indicação do fabricante relativa ao volume do espaço adequado, mas verifique a sua plausibilidade com base nas especificações relativas ao fluxo de ar, consumo de energia e capacidade de desumidificação. Regra simples: muitos litros por poucos watts é impossível ;-)

Desumidificadores de Peltier – especialistas para volumes muito pequenos

Os aparelhos Peltier não são desumidificadores clássicos, porque foram concebidos para manter secos ambientes específicos e não para a desumidificação de salas inteiras. O seu design compacto, o baixo consumo energético e a operação silenciosa predestinam esta classe de aparelhos, especialmente para uso em roupeiros e sapateiras, despensas, ou mesmo, de forma condicionada, para pequenas instalações sanitárias sem janelas e sem grande aporte de humidade (sem duche), pois os desumidificadores de Peltier, em princípio, apenas são adequados para ambientes sem aporte externo adicional de humidade (veja a secção seguinte “Infiltração”).

Granulado

Estes dessecantes são utilizados principalmente para a proteção durante transporte e armazenamento de produtos sensíveis à humidade. Todos conhecemos os pequenos saquinhos incluídos nas embalagens de artigos eletrónicos, malas, bolsas, sapatos ou produtos farmacêuticos. Os sacos de granulado são muito adequados para manter estes produtos secos em recipientes fechados.

Baseado neste princípio, sacos maiores incluindo receptáculo, são também comercializados como “desumidificadores”. Por vários motivos, os granulados são, no entanto, desadequados para este fim.

Por um lado, o seu efeito é limitado a apenas alguns metros cúbicos de ar ambiente e apenas eficaz em espaços sem qualquer aporte de humidade adicional do exterior (veja a secção seguinte “Infiltração”).

Além disso, os desumidificadores de granulados são muito dispendiosos em relação à sua capacidade de desumidificação, porque, como sistema de utilização única, exigem a compra regular de novos sacos de granulado. Além disso, os granulados permanecem silenciosos quando atingida a saturação de água e simplesmente param de atuar. Sem aviso, sem mensagem de “depósito cheio”, deixam de desumidificar ;-)

Desumidificadores de adsorção – tecnologia profissional para pequenos recintos frios

Sobretudo em caves frias, em espaços interiores não, ou apenas temporariamente aquecidos, esta classe de aparelho não tem praticamente alternativa.

Embora os desumidificadores com compressores de frio de alto rendimento também possam ser utilizados, de forma bastante eficiente, em ambientes com pelo menos 12 °C, a temperaturas ambiente consistentemente inferiores a 8 °C, os desumidificadores de adsorção atingem a capacidade de desumidificação necessária para a manutenção do estado higrométrico de forma mais eficiente.

Fator de seleção âmbito funcional

Um critério de seleção, igualmente importante, do desumidificador adequado pode, em última instância, também ser a sua gama de funções.

Os aparelhos da mesma classe de desempenho diferem, por vezes, no seu equipamento de conforto, o que pode ser relevante para o utilizador e o tipo de utilização.

Para uma desumidificação periódica automática, deverá estar integrado um temporizador de 24 h e, caso deseje pré-selecionar um desligamento automático, uma função de temporizador correspondente.

Além disso, muitos aparelhos incluem uma operação automática controlada por higróstato, alguns apenas com um botão rotativo sem escala, outros com pré-selecão precisa do valor numérico da humidade-alvo.

Também o local de funcionamento pode ser relevante. Caso pretenda usar o aparelho sem vigilância, em modo contínuo, por exemplo, numa casa de fim-de-semana ou de férias, então o desumidificador deverá ter um dreno, para que o condensado possa ser escoado para um esgoto em vez de ter que, regularmente, vazar o depósito de água.

Tanto desumidificadores de condensação com sistema automático de descongelamento por gás quente, desumidificadores de adsorção, desumidificadores de Peltier como os desumidificadores de refrigeração por ar de circulação, com a maior gama de desumidificadores no mundo, a Trotec pode lhe oferecer o desumidificador de conforto perfeito para todas as necessidades. Um clique na imagem leva-o diretamente ao nosso programa completo de desumidificadores de conforto.
Trotec oferece a maior gama de desumidificadores em todo o mundo

Não se esqueça: Infiltração

Não se esqueça: o fator de infiltração!

O que soa como um termo de um livro de espionagem, neste caso, não tem a ver com a entrada de sujeitos inimigos, mas sim de ar húmido do exterior. Pois no cálculo da capacidade de desumidificadores, “infiltração” refere-se à entrada de humidade para o recinto a desumidificar do exterior.

É por isso que o fator infiltração é uma variável importante no cálculo da capacidade do desumidificador adequado. Afinal, não só o ar do recinto contém humidade. Vinda de fora, a humidade infiltra-se, por exemplo, devido ao estado do isolamento do edifício, pelas fendas das portas ou ao abrir portas, janelas, etc.

Se, por exemplo, deseja desumidificar um espaço com 20 °C de 80% de humidade relativa para 60%, então o teor de água deve ser reduzido de 13,8 g/m3 (80% H. R.) para 10,4 g/m3 (60% H. R.), ou seja, em 3,4 g por cada metro cúbico de ar.

Numa sala com um volume 100 metros cúbicos serão, portanto, 340 g ou ml, certo? Não, pois a humidade introduzida a partir do exterior também deve ser considerada.

Assumindo um clima exterior de 25 °C e 70 % H.R., o teor de água do ar exterior é de 16,2 g/m3, mais 5,8 g do que do interior. Ora, essa humidade gostaria de passar para o ar interior, mas isso apenas acontece em parte porque a sala está fechada e bem isolada. É aqui que entra em jogo o fator infiltração, que, por exemplo, para salas bem isoladas, é de 0,3.

O aporte exterior por hora seria então de 5,8 g/m3 x 100 m3 x fator de infiltração 0,3 l/h = 174 g/h (0,174 l), o que corresponderia a uma quantidade de 4,176 litros de água (0,174 l x 24) a desumidificar diáriamente.

Cada pessoa produz aprox. 50 ml de humidade ao dormir – por hora!

“O Homem – a fábrica de humidade”

Mas também é acrescentada humidade a partir do interior. Tal como acontece com a infiltração, esta também significa uma carga de humidade adicional. Já uma única planta de vaso adiciona diáriamente cerca de 150 ml de humidade ao ar ambiente. Mas é quando estão presentes pessoas que o fator carga de humidade se torna realmente importante.

Cada pessoa exala, já durante o sono, cerca de 50 ml de humidade por hora, através da pele para o ar ambiente. Durante uma atividade sedentária ligeira, serão até 70 ml e durante tarefas domésticas mais de 100 ml. Deverá, assim, levar esse aporte de humidade em conta ao escolher o seu desumidificador.

Assim, torna-se evidente que um aparelho Peltier não sirva para manter seco um quarto de dormir, quando duas pessoas apenas já acrescentam durante uma noite de sono de oito horas, 800 ml de humidade ao ar ambiente, enquanto o desumidificador de Peltier, por exemplo, apenas dispõe de uma capacidade máxima de desumidificação de 300 ml em 24 horas. De manhã, o ar estaria mais húmido que no dia anterior.

Se considerarmos, por exemplo, que cada vez que cozinha são libertados até 2 litros e qua cada vez que toma banho até 2,5 litros de água para o ar ambiente, rapidamente se torna claro que todas as situações com aporte de humidade adicional serão uma missão impossível para aparelhos Peltier ou granulado!

Por isso, preveja sempre uma margem de capacidade para cargas de humidade adicionais nos seus cálculos de necessidade.

A maneira mais fácil será seguir as recomendações de utilização da Trotec para cada aparelho em que todos os parâmetros típicos de utilização já foram considerados.


Guia de seleção rápida do tipo de desumidificador por tipo de utilização

Condensação Adsorção
Peltier Compressor Granulado Rotor dessecante
Recirculação de ar Gás quente
Manter secas áreas muito pequenas, sem infiltrações recomendado possível possível recomendado possível
Manter secos recintos com temperaturas entre 0 e 8 ºC recomendado
Manter secos recintos com temperaturas entre 5 e 35 °C recomendado possível
Manter secos recintos com temperaturas entre 15 e 35 °C recomendado recomendado possível
Desumidificação de obras * * *
Reparação de danos por água * *
* apenas versões comerciais, desumidificadores de conforto não são adequados

Tecnologia de aparelho para desumidificadores – Conhecimento prático da Trotec

Conhecimento prático sobre desumidificadores – Sumário de todos os capítulos

Capítulo 1: Conhecimentos básicos humidade do ar – tudo é absolutamente relativo
Capítulo 2: Resumo dos métodos de desumidificação – Condensação e adsorção
Capítulo 2.1: Desumidificadores de condensação com tecnologia de compressor
Capítulo 2.2: Desumidificadores de condensação com tecnologia de Peltier
Capítulo 2.3: Desumidificadores de adsorção
Capítulo 3: Que método de desumidificação para que fim?